top of page

Homenagem ao Dia do Aposentado



A primeira lei brasileira destinada à previdência social foi criada em 1923 e hoje completa 100 anos. O direito a um pagamento mensal após a aposentadoria também foi conquistado com muita luta e ainda sofre ameaças. Hoje, dia do aposentado, celebramos aqueles que construíram e ainda constroem a história do nosso Sindicato e dos serviços públicos de água, esgoto e Meio Ambiente e merecem todo o nosso respeito e admiração.


É o caso da Assistente Social Aposentada da Cesan, Eliete Ferrari, que se aposentou em 1996, mas continuou ativa dentro do Sindicato e na defesa pelo saneamento público de qualidade. “Quando eu entrei em 1973, a realidade dos empregados era outra, não haviam benefícios. Eu, junto com a minha colega Maria de Lourdes, implantamos o serviço social com os empregados na área de recursos humanos e com apoio do Sindicato tivemos muitas conquistas”, conta.


Entre essas conquistas estão o auxílio doença, lanche matinal para os trabalhadores do campo, auxílio creche, ambulância, remanejamento de empregados de uma área para outra, curso de alfabetização noturno, o programa de preparação para a aposentadoria, a cooperativa de crédito da Cesan.


Além da luta por direitos, Eliete também é pianista e sempre foi apaixonada por música e conseguiu também levar o seu lado artístico para o trabalho sendo uma das fundadoras do coral das Águas, que no momento ainda está pausado por conta da pandemia.


"Conseguimos atender muitas das demandas dos trabalhadores nesses 23 anos que estive na empresa e pude vê-la crescer e evoluir. Meu período de trabalho foi de muita aprendizagem, tive oportunidade de fazer muitos treinamentos, que ampliaram a minha visão de mundo, e de conhecer muitas pessoas que são minhas amigas até hoje. Tenho muito orgulho desse tempo”, afirma Elite.


Os momentos que mais marcaram esse tempo, foram os atendimentos às comunidades carentes e do interior que precisavam de água e rede de esgoto. “Nós fazíamos mutirão para atender as demandas dessas regiões com material cedido pela Cesan e mão de obra dos próprios moradores, além de programas de educação e economia de água nas escolas”.


Novas histórias


Mesmo depois de aposentada, Eliete continuou ativa dentro do Sindicato e junto com outros aposentados criou a Associação dos Aposentados do Cesan, uma forma de fortalecer o vínculo entre os amigos.


“São 27 anos de aposentada e a minha vida continua dinâmica, a gente não pode parar, se não a gente enferruja igual bicicleta. Cada fase da nossa vida é um novo capítulo e precisamos nos adaptar, a vida é movimento”. Eliete também conta que hoje está mais próxima da família e dos netos e que voltou a se dedicar à música tocando na Igreja, além de não descuidar da saúde.


No entendimento do Sindaema os encontros mensais na Associação dos Empregados da Cesan – AEC, precisam ser retomados. “Após a pandemia houve uma desmobilização do grupo. O Sindicato está à disposição para ajudar a retomar os encontros que serviam de espaço para reencontrar os amigos e discutir temas dos interesses dos aposentados”, destaca a diretora de Aposentados e também assistente social, Lígia Laranja.


Por isso, neste dia do aposentado, o Sindaema comemora junto com os aposentados com muita gratidão toda essa história que vocês ajudaram a construir. Sabemos que ainda temos muita luta, mas estaremos sempre juntos na garantia de direitos porque ainda temos muitas histórias para vivermos.

Comments


bottom of page