Notícias SINDAEMA

28 de março de 2018 às 17h35

Trabalhadores da Cesan aprovam proposta para Acordo Coletivo

Em assembleia, nesta quarta-feira(28) pela manhã, a maioria dos trabalhadores aprovou a proposta construída pelo Sindicato na última rodada de negociação com a Cesan, realizada sob a mediação da Superintendência Regional do Trabalho. A empresa que inciou as discussões do ACT retirando direitos e conquistas histórias da categoria, inclusive com propostas que enfraquecem a entidade sindical, recuou na retirada de direitos. A comissão de negociação dos trabalhadores e a direção do Sindaema avançaram nos itens da pauta de reivindicações, mostrando habilidade e responsabilidade na defesa dos interesses da categoria.

A comissão de negociação dos trabalhadores e a direção do Sindaema avançaram nos itens da pauta de reivindicações, mostrando habilidade e compromisso com a defesa dos interesses da categoria. "Sobre a ultratividade que garante aos trabalhadores que a empresa mantenha os benefícios dos acordos de trabalho até o encerramento de nova negociação, não houve consenso e precisamos estar preparados para o próximo ano. Esse é o cenário da pós-reforma trabalhista que fragiliza as relações de trabalho e tenta impor novas dificuldades e desafios para os sindicatos", frisa o presidente do Sindaema, Fábio Giori.

Para o diretor João Ramos, a direção do Sindaema mais uma vez mostrou responsabilidade na condução do processo de negociação e os trabalhadores compreenderam que o momento é adverso e não era possível arriscar com um dissídio coletivo. “Não poderíamos colocar a categoria na condição de laboratório para o TRT e TST, não podemos prever o que poderia acontecer, como seria o julgamento do dissídio com a nova lei da reforma trabalhista”, explica o diretor João Ramos.

O advogado Ygor Tironi também pontuou os riscos de um dissídio e ressaltou que as negociações em outros estados têm sido desfavoráveis aos trabalhadores. “Foram horas de discussão - tivemos um debate jurídico intenso na mesa de negociação. A empresa sinalizou cortar direitos e benefícios de mais de 30 anos, inclusive propondo aumento de jornada de trabalho. Ela recuou, pois tem consciência da força dessa categoria. Diferentemente dos companheiros de outras empresas de saneamento, os trabalhadores da Cesan saem fortalecimento de mais uma negociação do Acordo Coletivo”, avalia o assessor jurídico do Sindaema.

Confira a proposta aprovada na assembleia:

• Correção dos salários e demais itens econômicos
pelo IPCA (referente a maio/2017 - abril/2018);


• Correção do Vale-Alimentação pelo IPCA a partir de
01/05/2018 (referente a maio/2017 - abril/2018);


• Manutenção de todos os benefícios atuais do ACT;
• Vedação à utilização de arbitragem;


• Ajuste na redação da cláusula de assistência médica
(adequação ao plano de Viva Mais);


• Ajuste na redação da cláusula de Operadores de
ETA (manutenção de operadores próprios);


• Realização de homologações das recisões de contrato

de trabalho junto ao sindicato;


• Pagamento da GER em até 10 dias após a aprovação
das assembleia geral de acionistas.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O SINDAEMA


O Sindicato dos Trabalhadores em Àgua, Esgoto e Meio Ambiente do Espírito Santo completou 50 anos de história em 2013. Possui cerca de 2 mil associados – são trabalhadores da Cesan e dos Saaes, Serviços Municipais de Água e Esgoto. Sua sede está localizada no Bairro do Moscoso, em Vitória.